Skip to content

João do Vale – documentário

Só agora assisti ao documentário “Muita gente desconhece”, sobre a vida e obra do compositor e cantor maranhense João do Vale, “a personalidade do século XX” no Maranhão. A produção, dirigida por Weriton Kermes, é de 2005, apesar de ter sido iniciada ainda no ano da morte do compositor, em 1996. Foi premiado no Festival de Gramado e exibido na TV Cultura, em 2006.

Através do depoimento de amigos de infância, familiares, parceiros e artistas que com ele conviveram, o filme faz uma retrospectiva da vida e da obra de João do Vale. Apresenta também sua convivência com os amigos de Pedreiras, sua cidade natal, onde foi viver depois do derrame sofrido, e reúne diversos momentos em que canta suas famosas composições que marcaram a música popular brasileira.

Num trecho, Miúcha, irmã de Chico Buarque e uma de suas parceiras, comete uma gafe pouco perceptível: diz que veio com João do Vale fazer alguns shows no interior do Maranhão, e citou uma cidade… “Sobral”… Creio que tenha sido “Bacabal”. Foi exatamente durante essa “turnê” que conheci João do Vale, em 1982.

Ele veio também a Imperatriz com Miúcha, e aqui ficou uns três dias, hospedado no Hotel Schalom, na rua Pará. Em frente, ficava a Gráfica Escriba, minha e de meu irmão Gilberto. Várias vezes ao dia, João saía sozinho, a pé, de chinelo, e ia até um bar ali perto, beber uma dose de cachaça. Passava desapercebido como personalidade.

Não lembro de ele ter voltado a Imperatriz outras vezes, senão quando foi homenageado pelos estudantes do CESI/UEMA, já muito doente e quase sem poder falar.Mas creio que hoje os admiradores da obra de João do Vale em Imperatriz seja muito maior do que quando ele era vivo.

Sobre o documentário, ele está no Youtube com o título “Muita gente desconhece”, dividido em três partes. Vale a pena conferir.

2 Comments

  1. Adalberto, muito bom esse documentário. Tive a honra de recebê-lo como presente do Riva do Vale, filho mais velho do João. Você deve saber que Riva, que é cineastra, está casado com nossa companheira Benedita. Grande figura.

    Parabéns pelos sempre oportunos portes.

    segunda-feira, dezembro 28, 2009 at 20:23 | Permalink
  2. Adalberto, muito bom esse documentário. Tive a honra de recebê-lo como presente do Riva do Vale, filho mais velho do João. Você deve saber que Riva, que é cineastra, está casado com nossa companheira Benedita. Grande figura.

    Parabéns pelos sempre oportunos ports.

    segunda-feira, dezembro 28, 2009 at 20:25 | Permalink

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *
*
*

http://ajleeonline.com/