Skip to content

Ignacy Sachs, o “pai” do novo desenvolvimento econômico

Adalberto Franklin entrega livro a Ignacy Sachs (Jackson Silveira ao fundo)

Conheci ontem um dos maiores pensadores mundiais do desenvolvimento econômico: Ignacy Sachs, polonês com naturalização francesa, de 83 anos. Assisti à sua conferência no Simpósio Internacional “Gestão de políticas regionais em Perspectiva”, que acontece simultaneamente com a II Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, em Florianópolis (SC),  promovida pelo Ministério da Integração Nacional. Sachs dividiu a mesa com Ronald Hall, diretor geral da Unidade de Comunicação e Informação da Comissão Europeia (DGRegio/UE).

Ignacy Sachs é diretor da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais da Universidade de Paris com estudos superiores no Brasil, na Índia e na Polônia. Desde 1968, é professor da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais em Paris (E.H.E.S.S.), onde criou e dirigiu sucessivamente o Centre International de Recherches sur l’Environnement et le Développement (C.I.R.E.D.) e o Centre de Recherches sur le Brésil Contemporain (C.R.B.C.). Consultor em várias ocasiões da Organização das Nações Unidas, tendo participado dos preparativos da Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente (1972) e da Cúpula da Terra do Rio de Janeiro (1992) e fala português muito bem; Hall, porém, falou em inglês, e sua palestra teve tradução simultânea.

Alguns textos de Ignacy Sachs, conheço através de minhas pesquisas sobre desenvolvimento regional e de indicações de Ladislau Dowbor, prefaciador do meu livro “Apontamentos e fontes para a história Econômica de Imperatriz”. Mas dele, bastaria dizer que foi quem idealizou, ainda nos anos 60, a concepção de desenvolvimento sustentável, sendo, por isso, chamado de “ecossocioeconomista”. Uma das gratas satisfações que tenho em relação a ele, é o fato de ele ter lido esse meu livro, a ele doado por Dowbor.

Aliás, Dowbor faz palestra hoje à tarde, nesse mesmo simpósio, oportunidade em que distribuirei aos presentes cem exemplares do livro “Crises e oportunidades em tempos de mudança”, de autoria de Ignacy Sachs, Carlos Lopes (sociólogo guineense, conselheiro da ONU, tal como Sachs e Dowbor) e dele, Ladislau Dowbor. O texto do livro foi divulgado no Fórum Social Mundial temático sobre economia, apresentado em janeiro último em Salvador (BA), e está integralmente disponível para download no site dowbor.org.

Ontem, entreguei a Ignacy Sachs alguns exemplares da obra, que ele ainda não tinha visto. A publicação é da Ética Editora (Imperatriz, MA).

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *
*
*

http://ajleeonline.com/