Skip to content

Weverton Rocha: mais um fora-da-lei a serviço da opressão?

Não costumo escrever em meu blog questões político-partidárias nem fazer defesa ou críticas pessoais. Meses atrás, para não trair minha história em defesa das liberdades democráticas, da justiça, da ética e da cidadania, incluí o termo “cidadania” no cabeçalho do blog, como temática de minhas abordagens, além de “cultura e história”, que são as áreas mais específicas de minha atuação profissional. Não tenho tido tempo, porém, sequer para atualizá-lo com frequência, por isso, também não tenho sempre postado o que às vezes desejo.

Hoje, porém, fiquei indignado com o que me relatou Jairo Oliveira dos Passos, o jovem presidente do Sindicouro, um nascente sindicato dos trabalhadores em curtume com sede no vizinho município de Governador Edison Lobão.

Contou-me Jairo que o candidato a deputado federal Weverton Rocha, um obscuro “líder de juventude”, com vasta folha corrida no Ministério Público por improbidade administrativa, recentemente acusado de desvio de milhões quando secretário de Estado da Juventude, foi, na semana passada, a Governador Edison Lobão, onde teria se apresentado como assessor do Ministério do Trabalho, e prestou-se a comandar uma reunião da empresa Curtume Tocantins, com o objetivo de intimidar os trabalhadores e tentar desacreditar o sindicato e sua diretoria. Afirmava que o sindicato era ilegal e que os trabalhadores deveriam ficar ao lado da empresa; que as ações do sindicato não tinham validade, além de outras afirmações absurdas. Isso tudo com o aval do sócio-diretor do curtume, Ely Puente, que ainda teria intimidado e ameaçado de demissão um dos trabalhadores que ousou questionar Weverton Rocha durante a reunião, da qual centenas de funcionários foram obrigados a participar.

Tudo isso o presidente do Sindicouro, Jairo dos Passos, um corajoso jovem de apenas 21 anos, relatou, na tarde de hoje, à procuradora do Trabalho em Imperatriz, Tatiana Bivar, que já acompanha diversas outras denúncias contra as quatro empresas de curtume sediadas naquele município, por crime contra a organização do trabalho, danos morais e danos materiais sofridos pelos trabalhadores.  Em Governador Edison Lobão, é muito comum se encontrar ex-funcionários dessas empresas mutilados em acidentes de trabalho e depois demitidos sem qualquer indenização. Diversos processos indenizatórios correm na Justiça do Trabalho em face disso. O próprio Jairo, apesar da pouca idade, é um dos que já estão incapacitados para o trabalho, conforme diversos laudos médicos, em face da inalação de produtos químicos de alto teor de toxidade (somente agora, devido às pressões do Sindicato, as empresas começam a oferecer os EPIs devidos).

Ali, os trabalhadores são tratados como se não existissem leis trabalhistas, coisas do século XIX, em que os gerentes agem mais como capatazes do que como administradores. Coisas absurdas, que neste momento não cabem dizer, tenho ouvido em relatos desses trabalhadores.

E diante disso tudo, qual é o papel desse jovem candidato à Câmara Federal? A serviço do que ele se apresenta? O que e quem ele defende?

Neste momento histórico do país, estamos numa cruzada contra os “ficha-sujas”, para que uns não retornem e outros não ocupem os cargos públicos eletivos, para tentarmos mudar a cara do Brasil.

Pessoas que de agora se mostram contra os direitos constitucionais, contra as liberdades democráticas, contra os direitos dos trabalhadores…  o que esperar delas no parlamento?

18 Comments

  1. Adalberto,

    Para usar palavras tão duras e “definitivas”, por acaso você ouviu o outro lado? No caso, Weverton Rocha.
    Que uma pessoa comum embarque nesta canoa, é admissível. Porém, um renomado jornalista da sua qualidade, é mesmo estranho.
    Claro, as condições de trabalho da classe operário da indústria do curtume são péssimas e precisa ser denunciada.
    Porém, porque o sindicalista responsabiliza Weverton e logo se acredita que ele é o culpado… sem sequer tentar ouvir o outro lado…

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 08:14 | Permalink
  2. adalberto wrote:

    Frederico, você, como jornalista, sabe muito bem que quando os fatos são claros e consistentes, não há porque se “ouvir o outro lado”. Nesses casos, o “outro lado” que explique as razões de sua ação. Se sou “jornalista renomado”, como você afirma, é porque, nos quase trinta anos que milito na imprensa, nunca “embarquei” em notícias falsas, mas também nunca tive medo de dizer ou escrever o que vejo ou apuro. O estranho disso tudo é que muitos jornalistas se calem diante de fatos delicados como esse, por motivos nem sempre éticos. Ou será que o estranho seja mesmo fazer a defesa do que é justo e denunciar as injustiças? Para alguns, talvez seja. Eu me orgulho, como comunicador, de não compactuar com atos desse tipo. Encaro isso como missão.
    Lamento que na imprensa ainda tenhamos pessoas que preservam os deliquentes ricos, mas não têm qualquer pudor de expor os mais pobres logo à primeira vista, sem nenhuma preocupação de “ouvir o outro lado”.
    Quem deve se explicar não é a vítima (os sindicalistas), mas o agressor.
    Apenas registrei um fato, que é real. Quem o julgará será a justiça, já acionada.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 08:38 | Permalink
  3. blogsofaloaverdade wrote:

    Caro amigo, o candidato Weverton Rocha agiu perfeitamente dentro da lei, o que está ERRADO é uma FAMILIA cruzeteira ligada ao PT ficar induzindo os humildes trabalhadores falando para os mesmos que o sindicato que irá lhes representar já está legalizado. Tudo mentira, o referido sindicato nunca deu entrada nem no Ministério do Trabalho, para em seguida receber a CARTA SINDICAL. É mais uma CRUZETA aplicada por um politico ligado ao PT.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 09:55 | Permalink
  4. adalberto wrote:

    Prezado anônimo do “blogsofaloaverdade”, obrigado por mostrar sua verdadeira faceta através de seu comentário.
    Se para você o seu candidato “agiu perfeitamente dentro da lei” ao intimidar trabalhadores e tentar desqualificar a atividade sindical, indago-me a que leis e a que à legislação de que país você se refere, porque, para as leis brasileiras, esses atos são criminosos, classificados como “práticas anti-sindicais”, que ferem tanto a Constituição quanto a legislação trabalhista. Mas, como você deixou demonstrado, o seu lado é o dos que exploram e oprimem os trabalhadores. Creio que para você, o tempo da escravidão e da chibata ainda vigem.
    Imagino que o velho Vargas e seu amigo Brizola devem estar se retorcendo no túmulo com “companheiros” candidatos como esse em seu partido.
    E essa tentativa de desqualificar os defensores do Sindicato porque são filiados do PT é algo tão esdrúxulo, que nem merece comentário. Na verdade, a mim considero um elogio, pois prefiro defender trabalhadores a estar ao lado de bandidos. O PT, apesar de suas mazelas, tem ficado ao lado do trabalhador.
    Quanto ao ao Registro Sindical, percebo que vocês tentam confundir sem qualquer preocupação em averiguar as coisas. Assim, entre no site do Ministério do Trabalho e informe-se sobre o Processo n. 46311.000866/2010-98, que está, hoje, há exatos três meses em tramitação. Portanto, dentro do prazo razoável dos ritos da burocracia a que deve se submeter.
    Assim, se você quiser pelo menos se aproximar da verdade, em respeito ao nome do seu blog, informe-se um pouco melhor.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 12:12 | Permalink
  5. Wsclay wrote:

    A denúncia é gravíssima e, confirmada, coloca a o senhor Weverton Rocha em maus lençóis. Agora eu imagino um político que em tão pouco tempo de atuação consegue colecionar tantos escândalos cabeludos.

    Desde acusações de desvio de dinheiro público até a compra de vereadores em Imperatriz, que teriam inclusive uma tabela de preço, de acordo com o cargo do dito cujo.

    Agora mais essa. Realmente esse rapaz não é flor que se cheire. Cuidado Imperatriz. Depois não digam que não foram avisados.

    Ah. Uma pergunta. Esse rapaz não deveria estar em campanha? Ou será que tentar oprimir e enganar trabalhadores faz parte da estratégia de campanha dele?

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 13:08 | Permalink
  6. Caro Adalberto,

    Devo inicialmente parabenizá-lo por trazer a público este ocorrido. Na verdade, deixando de lado… Se há ou não o codigo sindical ao referido sindicato, algo que um ex-servidor federal, utilizando das informações do Ministério do Trabalho, usa pelos fatos arrolados, em favor de um amigo empresário, seja pelo retorno em votos ou valorizar a amizade a graça feita, de fato, é algo reprovável a qualquer pessoa que utilize do aparato público a fim de intimidar entidades fundadas ou em fase de constituição e pessoas, como neste caso. Creio que não é uma prática do Ministério do Trabalho, mui menos do governo Lula.
    É claro, que Weverto teria algumas pessoas para tentar defendê-lo, mesmo com afirmações que alegasse apenas o aspecto partidário ou o aspecto de ouvir o contraditório.
    Para tanto, é mais que obrigação do prórpio Weverton, vi a público e pedir desculpas aos lideres e trabalhadores de Governador Edison Lobao.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 14:20 | Permalink
  7. Rosana Miranda ( Assessora de Comunicação) wrote:

    Caro Jornalista,

    Gostaríamos de tentar esclarecer a visita do candidato a deputado federal Weverton Rocha ao Curtume localizado em Governador Edison Lobão, apesar do colega claramente já possuir uma opinião a respeito de Weverton.

    Weverton Rocha, é um jovem de 30 anos, que pela primeira vez faz campanha política em prol de seu nome para uma vaga na Câmara Federal, iniciou sua vida política aos 15 anos, militando em nome do movimento estudantil, ingressou no PDT, único partido do qual já fez parte e em sua trajetória de lutas defendeu a bandeira da juventude por meio da prática de esportes, como uma via para evitar o ingresso dos jovens na criminalidade, da educação e da capacitação profissional através de programas que auxiliou a implantar no Brasil e, consequentemente, no Maranhão, como é o caso do Projovem Trabalhador, que favoreceu mais de 8 mil jovens em 14 municípios do estado. Falo isso, para que saiba que não está discorrendo sobre um “delinquente rico” e sim sobre um jovem que sempre lutou para ver e viver em um estado democrático, em que o povo seja prioridade e possa ter qualidade de vida.

    Weverton Rocha esteve no município de Governador Edison Lobão, na companhia do presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, Hamilton Miranda, a convite do empresário Ely Puente, sócio-diretor da Curtume Tocantins, para fazer uma visita à empresa e ser apresentado aos funcionários como candidato a deputado federal. Na ocasião, falou da importância das leis trabalhistas e das classes serem regimentadas por um sindicato, visto sua experiência como assessor especial do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), cargo que deixou para concorrer ao pleito de 2010. Em nenhum momento Weverton se colocou contra o sindicalismo, porém ressaltou a necessidade do sindicato ser regularizado.
    Como você bem afirmou, em seus 30 anos de experiência jornalística, já deveria saber que não existe fonte que seja totalmente isenta. Acredito que deveria sim ter verificado os fatos, e se certificado sobre a veracidade dessas afirmações, para não cometer erros de julgamento como este que ocorreu hoje. Você pode começar a fazer isso dando uma olhada na postagem do blog Só Falo a Verdade, no endereço http://sofaloaverdade.blogspot.com/2010/08/weverton-rocha.html, onde poderá enxergar uma outra versão dessa visita de Weverton ao Cuturme. Ademais, gostaria de acrescentar que Weverton Rocha tem testemunhas do seu verdadeiro papel nessa visita e da efetuação do seu único objetivo, que era convidar os trabalhadores a participarem da sua luta por um Maranhão livre, que ofereça à população igualdade e qualidade de vida.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 18:12 | Permalink
  8. adalberto wrote:

    Prezada assessora de comunicação,
    quanto à “trajetória” de Weverton Rocha, eu a conheço não de agora, mas desde bem antes. Antes de postar qualquer coisa a respeito dele, pesquisei sobre ele, não em blogs de amigos, como é sua sugestão. Conversei com pessoas que há poucos anos conviveram com ele, ainda bem pobre, em São Luís, e de como, em poucos anos, como servidor público comissionado, tornou-se um bem aquinhoado empresário.
    Conversei também com pessoas que com ele militaram na UMES, de cuja gestão prefiro nem comentar. De sua atuação como secretário de Juventude, sobre o que se pode deduzir pelas muitas informações em processos em andamento no MP e na Justiça. Conversei também com pessoas de confiança dele, que com ele estiveram à frente do Projovem… Saiba que sempre fui meticuloso no que faço; sempre pesquiso antes de afirmar. Quem me conhece sabe muito bem disso.
    Por isso asseguro que de tudo o que pude levantar, o currículo de Weverton não é muito recomendável.
    Quando à sua “apresentação” no Curtume Tocantins, os meus informantes são os trabalhadores que estavam na reunião. E as suas testemunhas, quem são? Os donos e os diretores do curtume? Há nisso um vácuo de credibilidade, creio. Isso não é testemunha, é álibi.
    Se fosse uma conversa democrática, por que houve retaliação e ameaça de demissão a um funcionário que discordou das afirmações de Weverton?
    E por que, na tarde de hoje (terça-feira), um grupo de pessoas ligadas a Weverton e ao curtume foi à residência do presidente do Sindicato, Jairo dos Passos, intimidá-lo e ameaçá-lo? (Estão enfurecidos porque escrevi esse tópico no meu blog e atribuíram toda a “culpa” a Jairo. Por que não se dirigem da mesma forma a mim?)
    Informo-lhe que sempre escrevi que não sou isento. Em vários jornais que dirigi e para os quais escrevi sempre afirmei isso. Eu tenho lado, opção ideológica e política. Sempre fico do lado dos trabalhadores, portanto, não sou isento. E espero que todos tenham a coragem de assumir que não existe, nem no jornalismo, nem na história, nem na vida, isenção ou imparcialidade. Todos tomam uma postura, temporária ou permanente, de acordo com seus interesses ou ideais. Muitos, inclusive, se movem por dinheiro, e ficam do lado de quem lhe emprega ou paga mais.
    Eu fico com aqueles com quem sempre estive.

    terça-feira, agosto 17, 2010 at 18:42 | Permalink
  9. Francisco wrote:

    Carissímo Jornalista Adalberto, se Weverton possui ações no ministério público ainda não foram julgadas por isso ainda podemos presumir sua inocencia, agora o que dizer de Jomar Fernandes ex prefeito de Imperatriz, julgado e condenado por ação de improbidade administrativa, sendo inclusive impedido de disputar eleições?? Do governo inclusive o Sr. fez parte! Jomar também é deliquente? corrupto? Nesse caso a justiça disse que sim, quanto ao Weverton vamos aguardar a justiça se pronunciar. Ha! vou dar uma olhada na sua passagem como secretário de finanças do governo Jomar, que inclusive teve suas contas rejeitadas e ai eu te digo o que tu és. Falou!

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 00:42 | Permalink
  10. Rosana Miranda ( Assessora de Comunicação) wrote:

    Estimado jornalista,
    Você disse : “Conversei também com pessoas de confiança dele, que com ele estiveram à frente do Projovem”, mas não relata nada a respeito das ações de Weverton à frente desse programa. Porque, nesse trecho, você não inclui a série de denúncias da má execução do Projovem agora no governo de Roseana, como as ocorridas em Açailândia? E por um acaso jornalista, já ouviu falar em perseguição política e desconstrução de imagem para atingir não só a pessoa-alvo, mas todos aqueles que fazem parte do seu grupo? Você sabe o quanto a realidade pode ser distorcida…
    No seu texto acima, admite que DEDUZIU que Weverton não tenha um bom histórico devido a processos formulados pela grupo roseanista, o qual apontariam que ele desviou dinheiro da reforma do Costa Rodrigues, quando na verdade adiantou o pagamento das obras para garantir sua execução. São de processos como esse que “DEDUZIU” que Weverton tem caráter duvidoso? Veja bem jornalista quem está sem muita credibilidade nesse caso…
    E quanto ao crescimento financeiro de Weverton, tudo que obteve foi com muito suor e trabalho. E quem lhe informou que ele tem rios de dinheiro, mais uma vez passou informações deturpadas. A campanha dele está sendo feita com o apoio de amigos e companheiros de luta…quem está com dinheiro na mão não é o grupo de Jackson e disso ninguém tem dúvida, não é meu caro? Se fosse para trabalhar somente por dinheiro, pra quem pagasse melhor, com certeza não estaríamos hoje aqui para defender a honra de um jovem que realmente tem caráter e luta por um ideal.
    Portanto Adalberto, não inverta os papéis e tente responsabilizar Weverton e as pessoas que o apoiam pelos atos de terceiros. Ele, no momento, está em campanha e totalmente voltado para a mesma.

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 10:16 | Permalink
  11. adalberto wrote:

    Prezado Francisco,
    as ações de Weverton na Justiça não me dizem respeito. Cabe a ele se defender e à Justiça fazer o julgamento. Apenas sei que as acusações são muito graves e todas elas dizem respeito à mesma coisa: malversação de recursos públicos. Improbidade administrativa. Ações reincidentes.
    Quanto às contas de Jomar Fernandes, cabe a ele se defender. E creio que ele o esteja fazendo. É uma questão que não diz respeito à temática que estou abordando. Não vou desviar da questão.
    Sim. Fiz parte do governo de Jomar Fernandes. E não apenas desse, mas de outros. Procure investigar minha atuação, assim você saberá melhor quem sou. Já dirigi também diversas entidades, públicas e privadas. Busque saber como me portei nelas. Faço parte de várias instituições, procure saber como me comporto. De nenhuma delas saí com qualquer denúncia de enriquecimento nem de falta de decoro.
    Aliás, faça uma busca na internet, pois você encontrará pelo menos umas duzentas referênciàs à minha pessoa. E aproveite para fazer o mesmo com seu candidato e faça as comparações do que dizem a respeito.

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 13:52 | Permalink
  12. adalberto wrote:

    Prezada Rosana,
    sobre o enriquecimento de Weverton Rocha, já disse que cabe à justiça investigar. Apenas afirmei que há várias denúncias e processos a respeito disso em tramitação na Justiça. E isso é fato; não há como contestar.
    Quanto a ele ter pago adiantadamente as obras do ginásio Costa Rodrigues, nem sequer citei esse fato, você é que o está abordando. Mas sei que, no âmbito público, somente se deve pagar serviços de engenharia quando eles tiverem sido concluídos e devidamente medidos.
    Também não comentei os gastos que ele está fazendo na campanha e de onde vem esse dinheiro, embora saiba nomes e até o valor que algumas pessoas em Imperatriz receberam e recebem para apoiá-lo. Inclusive do PT, partido ao qual sou filiado. Estes, são problemas que cabem ser averiguados no processo eleitoral.
    No post principal e inicial, a questão se trata da tentativa de desqualificação que ele fez do Sindicato em Governador Edison Lobão. E isso também é verdade!

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 14:17 | Permalink
  13. Conheço em loco o sofrimento há que é submetido os trabalhadores dos curtumes de governador edison lobão, pois trabalhor e moro aqui.
    OS trabalhadores são submetidos a todo tipo de humilhação por parte do patronato.fora problemas de saúde (ferimentos na pele, perda das unhas, queimaduras), esses curtumes são estalados aqui por encontrarem as condições nessessarias au seu funcionamento(trabalhadores pobre e poucos instruidos, falta de fiscalização e conivêcia, terreno fertíl para cometer suas injustiças).
    o sindicato que a pouco tempo se criou tenta esclarecer e assessorar judicialmente seus poucos membro, e sofre perseguição por parte dos patrões, os que ensistem em parteticipar do sindicouro são rebaichados de função e deminuido seu vencimntos. infelizmente no Maranhão ainda não acabou a escravidão. e a culpa e dessas oligarquias que enssistem em se manter no poder. é ano de eleição acorda meu povo.

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 16:00 | Permalink
  14. Eu gostaria que me defendessem assim quando tomo porradas de todos os lados, coisa boa é ter “amigos”. Adalberto, quem conhece tua história não te questiona, te aplaude. Parabéns pela matéria. Tenho um aluno que trabalha em uma empresa desse setor e as acusações são graves contra as empresas.
    Abraço, irmão.

    quarta-feira, agosto 18, 2010 at 18:20 | Permalink
  15. Samuel Souza wrote:

    Parabéns Adalberto pela matéria e denúncia.

    quinta-feira, agosto 19, 2010 at 18:29 | Permalink
  16. Ricardo André wrote:

    Parabéns Adalberto pela excelente matéria, tenho investigado a gestão do esporte no Maranhão e o período em que esse mal afamado moço esteve à frente da pasta da Juventude foi um desastre recheado das piores estratégias de malversação de recursos públicos, sem contar com os demais coligados a ele na época.

    sexta-feira, agosto 20, 2010 at 21:26 | Permalink
  17. Raymundo Xavier wrote:

    Parabéns Adalberto pela excelente matéria, moro nessa cidade citada e tudo isso e verdade e muito mais, só indo lar pra ver, os casos são diversos ha pessoas que ja removeu um dos pulmoes, outras cegas e etc…

    quinta-feira, agosto 26, 2010 at 13:49 | Permalink
  18. Gidel Sena wrote:

    Parabéns pela denuncia!

    Existem muitas dúvidas sobre a riqueza repentina deste moço…

    terça-feira, setembro 28, 2010 at 15:42 | Permalink

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *
*
*

http://ajleeonline.com/